01 julho 2013

Um lado da história que ninguém conhece.

....
Meninas, o meu post hoje será um pouco longo... Faz tempo que estou lutando contra mim mesma para não falar sobre isso, mas Deus não está deixando. Acredito que se Ele quer tanto que fale aqui sobre isso é porque alguém vai se identificar com minha história. Esse blog é meu, um momento meu, ninguém da minha família sabe o endereço, nem nome, nem nada... Aqui é meu refúgio para contar para todas vocês o que acontece e eu não tenho coragem de contar pra mais ninguém.
Não é de intuito religioso, nem com intenção de converter ninguém! É uma história sobre o amor de Deus com a gente.
Quero que vocês saibam que isso que vou contar aqui não vai ser fácil, lutei contra isso, mas acredito que seja da vontade de Deus que vocês saibam. Muitas podem achar bobeira, outras podem achar que não tem nada a ver, mas se minha postagem tocar o coração de uma apenas, já estou feliz e satisfeita.
Primeiro é importante que vocês saibam que sou convertida desde os 10 anos de idade. Minha mãe se converteu evangélica e "carregou" a gente junto. Mais tarde vocês vão entender o por que da aspas.
Bom, sendo assim, a história foi seguindo. Hoje, graças a Deus temos uma grande comunidade de evangélica no Brasil, mas há 16 anos atrás éramos grande minoria, eu sofria muito na escola, quase não tinha amigos porque ninguém queria se aproximar da única pessoa da escola que era "diferente".
É importante vocês saberem disso para que saibam que o que eu passei com essa idade também não foi fácil.... Não bastasse as coisas da escola, passava situações dificílimas em casa, não vou detalhar porque já foi tudo perdoado e esquecido, mas foi difícil. Não entendia o que tinha de tão especial em ser crente, se todas as outras pessoas que não eram, eram mais felizes do que eu.
Fui crescendo, e na verdade acho que nunca tinha me convertido de verdade, ia na igreja por ir, nada do que era dito lá me tocava, ficava reparando nas pessoas, no que elas vestiam, em como elas se comportavam e nada do que o pastor ensinava entrava em meu coração. Por isso que disse que minha mãe carregou a gente junto com ela... Eu ia porque era obrigada, não porque gostava ou me sentia bem lá. O tempo foi passando e quando cresci e fiquei mais moça, com meus 17 anos, decidi abrir o jogo com minha mãe, falei que não queria mais ir ma igreja porque simplesmente não sentia nada enquanto estava lá. Era frio pra mim. Minha mãe disse que estaria orando por mim, e que se era isso que queria, que fosse assim então.
Parei de vez de ir na igreja, esqueci a bíblia, deixei de lado tudo que me lembrava a fase de "crente", saí com minhas amigas, aproveitei, beijei muitas bocas sem significar nada pra mim, fiz coisas que hoje me arrependo e peço desculpas todos os dias... Mas era virgem, viu meninas, isso foi uma coisa que eu protegi muito... Acho que já era Deus cuidando de mim.
Vivi assim até os meus 20 anos quando comecei a namorar. O amor de Deus é tão grande que mesmo revoltada e desviada da igreja, Ele me protegeu e me abençoou com um marido maravilhoso.
Casamos, fiz questão de casar com a benção do pastor e foi isso...
Decidimos ter um filho, e eu continua em cima do muro... Não era crente, nem "descrente", não sabia o que queria pra mim.
Engravidei. Descobri a gravidez dia 06/08/2012. Estava radiante, mas era um sentimento diferente do que senti quando descobri que carregava o Arthur.
Dia 13/08/2012 sentei com meu marido e disse que não estava feliz e que queria voltar a frequentar a igreja, e naquele mesmo dia comecei com um sangramento intenso.
Me lembro que liguei pra minha mãe e ela veio.. Quando chegou em casa, a primeira coisa que ela fez foi orar comigo e na oração ela disse: Senhor, faça sua vontade na vida da Thaís e desse bebê. Eles estão em suas mãos...
Meninas, nessa hora eu senti uma paz que não sei explicar... Deus me consolou ali. Já sabia que meu filho não estava mais comigo. Só o seu minúsculo corpinho.
Foram 6 dias de internação, inúmeras idas ao GO para fazer ultra, até o dia que o GO disse que meu bebê não tinha batimentos... e que com a idade gestacional que eu estava (7 semanas) já era pra ter alguma coisa.
Marcamos então a curetagem. Do dia que comecei a sangrar até o dia que fiz a curetagem, sempre ouvia uma voz me dizendo que "se eu era filha de Deus, porque aquilo estava acontecendo comigo?", "que a perda do meu filho foi culpa de Deus, que Ele não me amava e por isso tinha me abandonado." O mais engraçado é que nunca me senti assim... Sabia que era sim filha de Deus, e que aquilo era obra dele na minha vida... Não entendia o porque ainda, mas sabia que tudo tinha um propósito. Nunca, nem por meio segundo eu blasfemei, nunca culpei Deus, agradecia todos os dias por Ele cuidar de mim.
O que era engraçado vindo de uma pessoa que sequer orava.
Passei pela curetagem e foi uma fase muito difícil, mas sentia que Deus me carregava no colo nos dias de mais dificuldades... Nunca me senti só... Ele estava sempre comigo.
Conforme os meses foram passando, eu entendi finalmente os propósitos Dele na minha vida....
Minha mãe sempre disse que alguns vêm pelo amor, outros pela dor. No meu caso, vim pela dor.
Bom seria se todos nós ouvíssemos o chamado de Deus logo na primeira vez... Eu não vim, lutei, me fiz de desentendida e o Pai me trouxe até ele pela dor.
Meninas, Deus não castiga a gente, ele não nos pune por atos que cometemos, mas ele nos dá duas opções, vir a ele por amor, ou pela dor.. Infelizmente muitas pessoas escolhem a segunda opção.
Hoje não vou dizer pra vocês que estou indo todos os dias na igreja. Estou me considerando uma nova convertida! Ainda é difícil fazer meu marido se acostumar com a ideia, afinal nunca fui antes... nem quando namorávamos.
Quando olho pra trás e vejo tudo que fiz, consigo enxergar a proteção de Deus sobre mim. Abusava mesmo, fazia coisas que eram perigosas demais. Mas Deus sempre cuidou de mim.
Na verdade não sei porque estou contando isso, mas acho que pelo menos uma de vocês está precisando ler essa história, saber que alguma vezes achamos que Deus nos abandonou, mas Ele nunca abandona um filho, por mais rebelde que seja.
Hoje falo coisas que não sei como saem da minha boca, às vezes até nos blogs de vocês, comento e depois não sei de onde tirei aquelas palavras. Acredito que Deus tem me usado para falar palavras de conforto para as meninas que precisam.
Nunca fiz 2 posts no mesmo dia, mas hoje não teve jeito. Tinha que vir aqui postar esse.
Espero que tenha tocado o coração de algumas de vocês...


Beijooos

|Thatha

18 comentários:

Jéssica Borges disse...

Amiga, quando Deus toca nos nossos corações é assim fazemos coisas que não se explica achei lindo vc dividir sua historia com agente, e suas palavras ja me ajudou quando estava muito triste, mesmo na distancia as palavras tem poder, eu me sinto muito feliz por ter você como amiga, eu tbm estou afastada da igreja na verdade eu me magoei e me feri muito mas vejo que o Senhor nunca fez nada comigo foram as pessoas ele sempre esteve do meu lado na dor, na tristeza, eu sinto que Deus me chama pra ir na casa dele mas me acovardo diante da frustração, obrigada amiga pelas as palavras como sempre nos fazem pensar profundamente em nossas vidas. bj

Mariana Rodrigues disse...

Thata, se sentiria feliz tocando pelo menos uma...considere-me tocada.

Ludmyla Bento disse...

Amiga me emocionei lendo seu post. Realmente Deus nunca nos abandona sempre está ao nosso lado por mais rebelde que somos,ele sempre me prova isso. Quando eu precisei de força pra continuar vivendo no meu casamento,quando precisei de uma resposta ele me deu meu filho,que mudou minha vida e me fez mais forte. Com certeza se ele deixou com que você postasse isso hoje é porque vai servir pra alguém amiga,com certeza vai tocar o coração de alguem que precise. Pode contar sempre comigo. Um beijo!

Marjorie disse...

Eh amiga, exatamente assim que funciona! Amiga existe tempo pra tudo, de plantar, de colher! E com ctza hj vc esta colhendo o fruto do Senhor!

Tb fiquei encima do muro ate o dia em que a água bateu na bunda, ai aprendi a nadar rsrs, e me posicionei, pois sabemos que n podemos servir a dois senhores! E quando tomei essa decisão colhi muitos frutos do amor do Senhor!

Beijo amiga!

Laura Cagliumi disse...

Apesar de ter uma crença diferente da sua, respeito muito todas as religiões e seu post me tocou! Concordo, Deus nunca abandona ninguém e está sempre presente. Ninguém mais do que Ele sabe o que é melhor e qual o momento certo para seus filhos! :)

Beijão

naanyfernandez disse...

Nossa Thatha sua história é bem parecida com a minha
e assim como você nunca me sentir só! Sempre acreditei que Deus
estava cmg. Graças a Deus você voltou pros seus caminhos..
Beijooos'
http://naanyfernandes.blogspot.com.br/

♥ Nanda ♥ disse...

ah Thatha minha linda quando Deus escolhe os seus Ele não os abandona e eu também sou prova desse amor também fui "carregada" por minha mãe me desviei fiz besteiras e hoje sou uma serva que clama cada dia por misericórdia amiga pois padeço do amor de Deus em minha vida o que Ele fez por mim lembra do ultimo acontecimento e olha como estou bem e feliz tudo bem que queria de outra maneira mais Ele não nos abandona Ele é Fiel amiga para conosco mesmo não sendo muitas vezes me acho injusta que não mereço todo esse amor e me vejo cada dia inundada nele.
Obrigada por posta e compartilhar
as maravilhas de Deus na sua vida
e quando sentir no seu coração amiga
acredite post sempre
pois Deus estar a te usar nos eu blog

linda e abençoada noite

http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

Rose Cris disse...

Thatha, não é por acaso que postou duas vezes hoje...vc foi entuída, tenho certeza.
No que vc fala das palavras que escreve nos blogs das pessoas, realmente,vc tem me tocado a cada visita sua.
Vc é uma pessoa especial, é uma filha de Deus e ele ama demais seus filhos.
Que linda história de amor a Deus! Vc é uma escolhida com certeza, para levar a palavra e vc sabe disso...sei que sente.
Quando sentir vontade de escrever, venha e escreva. Deus quer te usar e que honra!
Hj saio daqui com vergonha da minha falta de fé. Sei que Deus sabe o melhor pra mim e mesmo assim, lamento.
Beijos amiga e uma ótima semana!
Rose

Um busca de um sonho disse...

Oie amiga sua história só esta começando quando Deus nos escolhe não adianta lutarmos contra ,mas é como vc disse muitas vezes escolhemos voltar para os braços dele pela dor,mas graças a Deus vc conseguiu ouvir a voz de Deus e esta voltando fiquei feliz por vc dividir conosco sua história e concerteza tocou muitos corações por aqui..

Engraçado que não te ''conheço'' a muito tempo mas sinto uma paz quando leio seus post e sinto um carinho especial por vc =D

um beijo

disse...

Thatha muito bonito e corajoso da sua parte dividir esse lado da história com as meninas que passam por aqui.
Acredito que você tem toda razão, Deus não castiga ninguém e permanece sempre ao nosso lado, mesmo quando não estamos merecendo.
O importante é que você aprendeu, amadureceu e agora está no caminho certo!
Que Deus continue abençoando sua família!
Bjuss

Suzy disse...

Lindo post, sou católica, sempre fui e mesmo nas horas mais duras que passei, sempre pensei: Deus sabe o que faz.
Meu marido tb tem uma fé inabalável e qdo fico com receio em algo ele diz para ñ me preocupar que Deus está guiando nosso bebê.

Amei seu testemunho!!

Beijos

Vanessa Orgélio disse...

Que lindo flor!
Eu sou evangélica de berço. Sempre fui e nunca me desviei, mas acompanhei a vida de uma prima minha que se desviou na adolescencia e sempre orei por ela. Hoje ela está na igreja novamente e Deus tem cuidado dela sempre!
Deus sempre cuida de nós.
E Ele cuida de você e saiba que a sua vida é importante pra Ele!
Quer um conselho? Numa mais o deixe. Ele sempre vai te aceitar de volta, como um pai amoroso, mas não vale a pena andar longe daquele que pode todas as coisas!
Que Deus continue cuidando e abençoando sua familia!
Beijos

Mini e Beto disse...

Olá Thata...
Amei seu post...
Pois eu me vi em uma parte dela...." a fase que você saiu da da igreja pra viver a sua vida" eu tbm fiz isso....fiz coisas que desagradaram o meu Deus...cresci na igreja desde os meus 3 anos de idade...

Fui para as noites/baladas......

Nesse tempo que fiquei fora da igreja....conheci um homem maravilhoso, que hoje é meu esposo, e voltei para a igreja...e ele se converteu...e hoje estamos firmes e fortes...voltei a cantar no louvor da igreja..e cuidar do ministério de casais junto com meu esposo.

Ainda não tenho filhos....e espero logo logo ter...
Pois Deus é fiel pra cumprir aquilo que ele coloca em nossos corações....

Sim...ele tem um proposito para este seu post.

Deus quis te trazer a memória aquilo que te dá esperança...ele quis te mostrar que mesmo distantes do caminho dele...ele ainda te ama..ele te quer mais perto.....entregue a vida da sua família ao senhor...ore interceda pela vida do seu esposo...que ele possa ter um encontro especial com o senhor Jesus....assim como meu esposo conheceu a Jesus..seu esposo tbm pode...

Pois a vida com Jesus..é linda..perfeita....maravilhosa...

Deus é bom, o tempo todo!!!

E ele vai te usar, vc é uma filha amada!

Lembre-se o amor dele é incondicional!!
Infinito!!


http://escolhidospordeus1505.blogspot.com.br/

http://meumundocorderosa15.blogspot.com.br/

Maine Laiz disse...

Eu tb sou evangélica de berço...
E Deus tem sido maravilhoso comigo também apesar de toda essa situação difícil...
E é assim mesmo que Deus faz....do jeito Perfeito dEle nos fazer entender que sem Ele nada somos!
sua história é linda!!
Que Deus continue abençoando vc e sua família!!
Beeijos

Bianca Fernandes disse...

Deus é mesmo perfeito!!!
Como vc tbm me afastei por um tempo antes de me casar mas ele cuidou de mim e mesmo longe ele me deu uma esposo maravilhoso e temente a Deus.
Ele cuida dos seus sempre e nos mínimos detalhes, hoje com muito orgulho posso dizer, eu e minha casa servimos ao Senhor, e como é bom!!!

Lindas suas Palavras!!

Beijosss

Liz Busch disse...

Thatha, Deus nunca nos abandona e nunca nos faz sofrer. Eu sou católica, mas acredito que a fé é mais importante do que qualquer religião... Eu e o marido fazíamos parte do grupo de casais, mas os nossos trabalhos não permitiram que continuássemos por pura falta de tempo para honrar com todos os compromissos. Mas é claro que isso não faz com que Deus nos proteja menos.

Não se culpe pela sua adolescência. Todo mundo passou por isso e pelo menos eu posso dizer que eu até era um pouquinho rebelde. Mas Deus colocou uma pessoa maravilhosa na minha vida e logo nos levou para perto dele novamente.

É muito importante começar a construir uma família com base na religião e no amor de Deus.

Beijos!

Dani disse...

Que linda história! Sou católica praticante... e amo ler histórias de como Deus nos resgata, nos busca, nos cura e protege...
Lindo seu blog! Já estou te seguindo!
Deus abençoe seu presentinho!!!
um beijo

www.aprendendoasermaehoje.com

Vitoria Aparecida disse...

Deus não nos abandona amiga, ele nos coloca como vc disse pra escolher o nosso destino, Ele nos 'segura' a cada momento em nossos momentos, sabe que aqui vc sempre vai encontrar amigas pra te dar apoio !

Bjinhos

Postar um comentário